Grupos de Discussão

Recursos no ensino e aprendizagem da Matemática

O ensino da Matemática é protagonizado pelo/a professor/a, que desenvolve um conjunto de ações que enformam as suas práticas letivas e definem as oportunidades de aprendizagem dos seus alunos.

No seu trabalho de preparação e condução letiva, faz uso de recursos diversos que se relacionam, por vezes de forma consistente, outras vezes fazendo surgir tensões, dessintonias, incongruências...

Assumimos o conceito de recurso em sentido amplo, considerando os recursos humanos e não humanos (físicos, logísticos,...), bem como os recursos institucionais e os pessoais (do/a próprio/a professor/a).

Todos estes recursos se jogam em diversos níveis:

1. Recursos a nível macro (do contexto educacional). A este nível, alguns exemplos são:

  • Ministério de Educação (Programas & exames nacionais, ...)
  • Editoras (Manuais escolares & materiais curriculares, ...)
  • Associações diversas como a APM e o NCTM (Materiais curriculares, livros e revistas...)
  • Centros de Formação (Ofertas formativas diversas, ...)

2. Recursos a nível meso (do contexto da escola). A este nível, alguns exemplos são:

  • Tempo, espaço, horários, materiais diversos (horas para reuniões, impressões & digitalizações, ...)
  • Equipamentos escolares e respetivo acesso (salas com computadores, Laboratórios, materiais didáticos, ...)
  • Dinâmicas colaborativas (parcerias em aula, interdisciplinaridade, reuniões de docentes, formações informais, ...)

3. Recursos a nível micro (do/a próprio/a professor/a). A este nível, alguns exemplos são:

  • O seu património de material curricular (planos, tarefas, instrumentos de avaliação, materiais didáticos, ...)
  • Os colegas com quem trabalha, dentro ou fora da escola (inclui investigadores & formadores)
  • A formação que obtém

 

Relativamente a estes recursos, múltiplas questões se podem colocar, como as seguintes:


Sobre os recursos no Ensino da Matemática:

  • Que recursos privilegiam os professores no ensino da Matemática?
  • Que efeitos têm os diversos recursos nas práticas letivas?
  • Como é que o professor potencia e mobiliza os recursos para a sala de aula?
  • Como lida o professor, sozinho ou em grupo, com a gestão dos recursos múltiplos que afetam o ensino?
  • Que dificuldades encontra o professor na utilização de recursos no ensino da matemática?

Sobre os recursos na aprendizagem da Matemática:

  • Como afetam os recursos as oportunidades de aprendizagem dos alunos?
  • Que recursos são essenciais para promover aprendizagens de qualidade aos alunos?
  • Como se transforma um recurso num mediador da aprendizagem?
  • A que recursos têm acesso os alunos e que uso fazem destes?

Sobre os recursos na formação de professores que ensinam Matemática:

  • Que características para recursos destinados a promover o desenvolvimento do conhecimento profissional dos professores, nas suas diversas vertentes, no que diz respeito ao ensino da Matemática?
  • Que relação com o currículo de Matemática em vigor podem/devem ter os recursos destinados à formação de professores?
  • Como podem os recursos para a formação contemplar a prática de sala de aula de Matemática, espaço privilegiado para a (re)elaboração de conhecimento profissional do professor de Matemática?
  • Como se apropriam os futuros professores/professores dos recursos que encontram nos contextos formativos?
  • Que semelhanças e diferenças entre recursos destinados à formação inicial e à formação contínua de professores de Matemática?
  • Qual o papel das atuais tecnologias disponíveis para a produção e utilização de recursos para a formação de professores de Matemática?
  • Que efeitos têm os recursos obtidos no contexto formativo no desenvolvimento profissional do professor e nas suas práticas de ensino, em especial na aula de Matemática?

 

Os grupos de trabalho serão os seguintes:


GD1: Os recursos e o ensino da Matemática

Dinamizadores:
António Domingos – NOVA UIED, Departamento de Matemática, FCT-UNL
Alexandra Rodrigues – Instituto de Gouveia – Escola Profissional, UIED – FCT-UNL


GD2: Os recursos e a aprendizagem da Matemática

Dinamizadores:
Joana Brocardo – Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal
Fátima Mendes – Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal


GD3: Os recursos e a formação dos professores de Matemática

Dinamizadores:
Ana Paula Canavarro – Universidade de Évora & UIDEF, Instituto de Educação, Universidade de Lisboa
Catarina Delgado – Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal